O Potencial da Cannabis Medicinal na Odontologia

A cannabis vem sendo pesquisada por seu potencial uso na odontologia. Pesquisas sugerem que os canabinoides são eficazes no combate a patógenos bucais e na redução da inflamação. A cannabis também pode ser útil no tratamento do bruxismo e da dor orofacial, e pode ajudar a aliviar a ansiedade relacionada às visitas ao dentista. A cannabis medicinal oferece uma alternativa promissora para as preocupações com a saúde bucal.

A cannabis e seus derivados, particularmente o Canabidiol (CBD), estão emergindo como ferramentas promissoras no campo da odontologia. Uma revisão abrangente publicada em 2021 revelou que o CBD está sendo empregado em três aplicações distintas na odontologia. Essas aplicações englobam a terapia periodontal, auxílio nos processos de regeneração óssea durante cirurgias bucais e uso geral em terapias orais. Isso demonstra o crescente interesse no potencial do CBD como agente terapêutico no mundo da medicina dentária.

Conhecimento Tradicional e Ciência Moderna

O uso histórico da Cannabis sativa na medicina tradicional asiática para o controle da dor dentária, prevenção de cáries dentárias e redução da inflamação gengival é um testemunho de suas propriedades curativas. Esse conhecimento ancestral vem sendo substanciado por pesquisas recentes, que elucidam que a distribuição de receptores de canabinoides na cavidade oral fornece uma razão convincente para investigar o papel do sistema endocanabinoide no tratamento de doenças orais e dentárias. Nesse contexto, a natureza multifacetada do CBD é muito interessante. Com propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e analgésicas estabelecidas, ele tem o potencial de abordar diversas preocupações com a saúde bucal, tornando-se um candidato versátil para uso terapêutico.

Combatendo a Doença Periodontal com Cannabis

A doença periodontal é um desafio prevalente para a saúde bucal. Há um crescente corpo de evidências que destaca o potencial dos canabinoides no combate a patógenos orais. Descobertas recentes de pesquisas vêm esclarecendo o papel promissor do CBD na atenuação da inflamação periodontal.

Em 2019, um estudo revelou que doses fisiologicamente relevantes de principais subtipos de fitocanabinoides, incluindo o CBD, possuem a capacidade de suprimir a liberação de citocinas pró-inflamatórias desencadeadas por patógenos bucais. 

Um estudo de 2023 relatou que a eficácia do CBD em atenuar a inflamação periodontal, inibindo a via TLR4/NF-κB, um importante contribuinte para a cascata inflamatória em doenças periodontais.

Uma revisão crítica publicada em 2022 avaliou os possíveis benefícios e desvantagens do uso de CBD na odontologia, prestando atenção especial à interação do CBD com tecidos orais colonizados por micróbios, seu impacto na resposta inflamatória em relação à resposta imunológica e sua influência na destruição e regeneração de tecidos duros e moles do periodonto. Destaca-se a capacidade dos fitocanabinoides de regular a inflamação em fibroblastos gengivais. Outro estudo já havia indicado as propriedades antibacterianas de outro canabinoide, o canabigerol (CBG), contra o Streptococcus mutans, bactérias comumente associadas a infecções dentárias.

Um estudo de 2021 explorou a aplicação do Δ9-tetrahidrocanabinol (THC) em doenças periodontais crônicas em pacientes com HIV/AIDS. Os resultados indicaram que o THC exibiu efeitos anti-inflamatórios e anti-disbióticos na cavidade oral. Essa pesquisa oferece uma perspectiva promissora para possíveis intervenções terapêuticas nessa comorbidade prevalente.

Saúde Óssea Bucal

Uma pesquisa de 2009 examinou o impacto do CBD na reabsorção óssea e na expressão de citocinas pró-inflamatórias durante a periodontite experimental em ratos. Os resultados revelaram que o CBD contribuiu para a redução da perda óssea alveolar e atenuou as respostas inflamatórias, destacando seu potencial no manejo de doenças periodontais. Um estudo de 2016 investigando os efeitos de um canabinoide sintético, HU-308, em um modelo de periodontite em ratos, relatou reduções significativas na perda óssea alveolar e na atividade inflamatória, demonstrando o potencial de intervenções baseadas em canabinoides para abordar a saúde óssea bucal.

Em 2022, um estudo explorou o papel dos receptores CB1 na estimulação do crescimento ósseo em condições inflamatórias, levantando a possibilidade de direcionar esses receptores para a regeneração óssea em doenças orais.

Benefícios Holísticos Além do Tratamento

A cannabis também pode auxiliar pessoas que sofrem de bruxismo e dor orofacial. O bruxismo, o hábito de ranger os dentes, e a dor orofacial associada podem ser condições extremamente angustiantes, reduzindo a qualidade do sono e impactando a vida do paciente como um todo. Estudos sugerem que as propriedades analgésicas e relaxantes musculares dos canabinoides podem ajudar a aliviar o desconforto associado a essas condições.

Além de suas aplicações diretas na terapia dental, a cannabis medicinal oferece benefícios holísticos para os pacientes. Pode ser especialmente valiosa para pessoas que enfrentam ansiedade ao enfrentar consultas dentárias. A ansiedade odontológica é uma questão comum, e a cannabis, especialmente o CBD, é reconhecida por suas propriedades ansiolíticas. Aliviando a ansiedade, ela pode tornar as visitas ao dentista uma experiência menos assustadora, levando, em última análise, a melhores desfechos terapêuticos.

Prescrição Legítima no Brasil 

No Brasil os cirurgiões dentistas estão legalmente autorizados a prescrever produtos de cannabis, abrindo ainda mais portas para opções inovadoras de tratamento na área de saúde bucal. A convergência entre a sabedoria histórica e a pesquisa moderna pinta um futuro promissor para a integração da cannabis medicinal na odontologia, trazendo esperança e alívio para os pacientes que enfrentam diversos desafios de saúde oral.

Referências

  • Abidi AH, Abhyankar V, Alghamdi SS, Tipton DA, Dabbous M. Phytocannabinoids regulate inflammation in IL-1β-stimulated human gingival fibroblasts. J Periodontal Res. 2022 Dec;57(6):1127-1138. doi: 10.1111/jre.13050. Epub 2022 Sep 7. PMID: 36070347.
  • Avraham M, Steinberg D, Barak T, Shalish M, Feldman M, Sionov RV. Improved Anti-Biofilm Effect against the Oral Cariogenic Streptococcus mutans by Combined Triclosan/CBD Treatment. Biomedicines. 2023; 11(2):521. https://doi.org/10.3390/biomedicines11020521
  • Aqawi M, Sionov RV, Gallily R, Friedman M, Steinberg D. Anti-Bacterial Properties of Cannabigerol Toward Streptococcus mutans. Front Microbiol. 2021 Apr 22;12:656471. doi: 10.3389/fmicb.2021.656471. PMID: 33967995; PMCID: PMC8100047.
  • David C, Elizalde-Hernández A, Barboza AS, Cardoso GC, Santos MBF, Moraes RR. Cannabidiol in Dentistry: A Scoping Review. Dent J (Basel). 2022 Oct 17;10(10):193. doi: 10.3390/dj10100193. PMID: 36286003; PMCID: PMC9601225.
  • Lowe H, Toyang N, Steele B, Bryant J, Ngwa W, Nedamat K. The Current and Potential Application of Medicinal Cannabis Products in Dentistry. Dent J (Basel). 2021 Sep 10;9(9):106. doi: 10.3390/dj9090106. PMID: 34562980; PMCID: PMC8466648.
  • Lowe H, Toyang N, Steele B, Bryant J, Ngwa W, Nedamat K. The Current and Potential Application of Medicinal Cannabis Products in Dentistry. Dent J (Basel). 2021 Sep 10;9(9):106. doi: 10.3390/dj9090106. PMID: 34562980; PMCID: PMC8466648.
  • McDew-White M, Lee E, Alvarez X, Sestak K, Ling BJ, Byrareddy SN, Okeoma CM, Mohan M. Cannabinoid control of gingival immune activation in chronically SIV-infected rhesus macaques involves modulation of the indoleamine-2,3-dioxygenase-1 pathway and salivary microbiome. EBioMedicine. 2022 Jan;75:103769. doi: 10.1016/j.ebiom.2021.103769. Epub 2021 Dec 23. PMID: 34954656; PMCID: PMC8715300.
  • Napimoga MH, Benatti BB, Lima FO, Alves PM, Campos AC, Pena-Dos-Santos DR, Severino FP, Cunha FQ, Guimarães FS. Cannabidiol decreases bone resorption by inhibiting RANK/RANKL expression and pro-inflammatory cytokines during experimental periodontitis in rats. Int Immunopharmacol. 2009 Feb;9(2):216-22. doi: 10.1016/j.intimp.2008.11.010. Epub 2008 Dec 12. PMID: 19070683.
  • Ossola CA, Surkin PN, Mohn CE, Elverdin JC, Fernández-Solari J. Anti-Inflammatory and Osteoprotective Effects of Cannabinoid-2 Receptor Agonist HU-308 in a Rat Model of Lipopolysaccharide-Induced Periodontitis. J Periodontol. 2016 Jun;87(6):725-34. doi: 10.1902/jop.2016.150612. Epub 2016 Feb 5. PMID: 26846967.
  • Yan W, Li L, Ge L, Zhang F, Fan Z, Hu L. The cannabinoid receptor I (CB1) enhanced the osteogenic differentiation of BMSCs by rescue impaired mitochondrial metabolism function under inflammatory condition. Stem Cell Res Ther. 2022 Jan 21;13(1):22. doi: 10.1186/s13287-022-02702-9. PMID: 35063024; PMCID: PMC8781353.

Escrito por: Leticia Dadalt, PhD: Bióloga, apaixonada pela ciência da vida, traz uma bagagem acadêmica robusta para a arena da educação canábica. Sua jornada é dedicada a compartilhar conhecimento, quebrar estigmas e abrir caminhos para que mais pessoas possam explorar os benefícios terapêuticos dessa planta incrível.

Com sede no Vale do Silício, somos líderes em biotecnologia para suplementação nutricional, com certificado de boas práticas em manipulação pela regulamentação dos Estados Unidos. 

Alopecia

A alopecia, ou queda de cabelo, é uma condição que afeta milhões de pessoas no mundo e impacta muito a autoestima. Estudos sugerem que o Sistema Endocanabinoide exerce um papel crucial no controle capilar, atuando através dos receptores CB1 e CB2 e também dos receptores TRPV e PPAR como moduladores do crescimento capilar, abrindo caminho para novas abordagens terapêuticas na alopecia.

Leia mais »

Câncer de Pele

O câncer de pele é uma condição preocupante e cada vez mais comum em todo o mundo. Caracterizado pelo crescimento anormal das células da pele, pode se manifestar de diversas formas, sendo os tipos mais comuns o carcinoma basocelular, o carcinoma espinocelular e o melanoma. A exposição excessiva aos raios ultravioleta (UV) do sol é o principal fator de risco para o desenvolvimento do câncer de pele, destacando a importância da proteção solar e da realização de exames regulares da pele para detecção precoce. Embora geralmente tratável se diagnosticado cedo, o câncer de pele pode se tornar grave se não for tratado adequadamente, destacando a necessidade de conscientização e prevenção. Avanços recentes nas pesquisas apontam o sistema endocanabinoide como potencial alvo no combate ao mais agressivo dos cânceres de pele, o melanoma.

Leia mais »

Óleo de Semente de Cânhamo – Cuidado Natural com a Pele

O óleo de semente de cânhamo é uma fonte rica de ácidos graxos essenciais, incluindo ômega-3 e ômega-6, que podem beneficiar a saúde da pele. O óleo de semente de cânhamo pode ser utilizado como hidratante, adicionado a produtos de cuidados com a pele ou consumido como suplemento alimentar para melhorar a saúde da pele de dentro para fora.

Leia mais »