Insônia

Noites sem dormir estão afetando sua saúde e bem-estar? A insônia pode ser uma condição frustrante e debilitante, afetando tanto sua saúde física quanto mental. Os tratamentos convencionais frequentemente vêm com efeitos colaterais e benefícios limitados a longo prazo. Mas e se houvesse uma solução natural que poderia ajudá-lo a dormir melhor sem as desvantagens dos medicamentos? Descubra como a cannabis pode ser a chave para alcançar uma noite de sono tranquila e melhorar sua qualidade de vida como um todo.

O que é Insônia?

A insônia consiste na dificuldade ou incapacidade de adormecer ou permanecer dormindo. Embora existam muitas causas possíveis para a insônia, é interessante observar que os sintomas iniciais refletem seus efeitos. 

Sono é coisa séria!


A insônia pode ter impactos importantes na saúde física e mental de um indivíduo, bem como no seu funcionamento diário. Algumas das consequências associadas à insônia incluem um maior risco de problemas de saúde mental, como ansiedade e depressão,imunidade reduzida, desregulação hormonal, comprometimento das atividades diárias e aumento da suscetibilidade a doenças crônicas, como obesidade, diabetes, hipertensão, infarto do miocárdio e derrame. Além disso, a insônia pode afetar negativamente o funcionamento cognitivo, emocional e social reduzindo muito a qualidade geral de vida.

Como é o tratamento?


A abordagem da medicina convencional começa por diagnósticos para determinar as causas subjacentes. Os tratamentos farmacológicos comuns para a insônia incluem benzodiazepínicos como Clonazepam e Diazepam, medicamentos sedativos-hipnóticos, como o Zolpidem e antidepressivos (todos com possíveis efeitos colaterais graves e/ou potencial de adição). Embora esses medicamentos ajudem a controlar os sintomas, nenhum deles cura a insônia crônica, que geralmente acaba retornando assim que o uso da medicação é interrompido.

O que acontece quando dormimos?


O sono é um comportamento essencial que suporta a função cerebral e a cognição ao longo da vida,  agindo, em parte, nas sinapses neuronais. As vias de sinalização sináptica que medeiam os benefícios restauradores do sono ainda não são completamente compreendidas, especialmente no contexto do desenvolvimento. Entretanto, já existem evidências apontando para o envolvimento do Sistema Endocanabinoide no sono. Sabemos, por exemplo, que os endocanabinoides, 2-aracidonil glicerol (2-AG) e  anandamida (AEA), ativam o receptor canabinoide CB1 para regular a transmissão sináptica e mediar funções cognitivas e comportamentos, incluindo o sono.

Efeitos dos Canabinoides no sono

Atualmente, contamos com um total de 250 estudos envolvendo cannabis e o SEC e suas associações com a insônia. Destes, cerca de  70% apresentam resultados positivos. 

Os efeitos do uso de canabinoides individuais dependem da dose. Usar muito ou pouco de um único canabinoide (como o THC e o CBD) pode resultar em efeitos indesejados. A proporção entre o THC e o CBD, bem como a presença de outros constituintes da planta (como CBN e os terpenos mirceno, linalol e limoneno), podem desempenhar um papel significativo na determinação do que funcionará melhor para cada paciente, criando os quatro pilares de uma boa noite de sono: 

Facilidade para adormecer 

Sono profundo

Permanecer dormindo  

Ausência de sonolência residual ao acordar pela manhã

Em termos gerais, o THC promove o sono e reduz o tempo para adormecer, mas também pode causar sonolência residual matinal. Além disso, doses mais elevadas, especialmente em pacientes suscetíveis, podem causar pânico e ansiedade, piorando a insônia.

O CBD, especialmente em concentrações mais elevadas, também favorece o sono profundo. Os efeitos ansiolíticos do CBD e suas ação nos receptores de serotonina (5-HT1A) influenciam na qualidade do sono. Porém, em doses baixas pode aumentar a vigília. Uma revisão de literatura sobre o efeito do CBD em distúrbios do sono constatou que doses médias a altas de CBD aumentaram o tempo de latência do sono REM, enquanto doses médias a baixas diminuíram o tempo de latência do sono REM. 

Uma metanálise clínica publicada em 2023 avaliou 34 estudos e encontrou que tanto formulações ricas em CBD quanto formulações com quantidades iguais de CBD e THC podem ajudar a tratar insônia. Uma revisao de 2022 realizada com 38 pacientes em uso de cannabis no Canadá encontrou que 39% dos participantes conseguiram reduzir ou parar completamente o uso de medicamentos para dormir prescritos, enquanto 71% relataram uma melhora subjetiva em seu sono. 

Um estudo recente de 2023, duplo-cego, randomizado e controlado por placebo, investigou os efeitos de CBN e CBN+CBD na qualidade do sono em participantes com idades entre 18 e 55 anos com sono ruim. Os resultados mostraram que 20mg de CBN potencialmente melhoraram a qualidade do sono, reduzindo os despertares noturnos e o distúrbio geral do sono sem causar fadiga diurna.

Esses números não podem ser ignorados! A cannabis, aliada a medidas de higiene do sono, pode ajudar muitas pessoas a dormir melhor e a livrarem-se de medicamentos potencialmente perigosos. Dormir bem é um dos pilares de uma vida saudável e todas as pessoas merecem boas noites de sono.

Criar a sinergia ideal para o sono, descobrindo o melhor quimiotipo para a insônia, depende de aspectos indivuduais que podem variar significativamente de paciente para paciente. Um bom acompanhamento terapêutico pode fazer toda a diferença.

O interesse atual no uso de cannabis medicinal para distúrbios do sono vem crescendo muito, com várias pesquisas clínicas em andamento. Isso se provavelmente se deve, ao menos em parte, à falha das medicações convencionais em tratar o problema, mas também aos muitos relatos anedóticos de pacientes que começaram a utilizar cannabis para outras patologias e acabaram percebendo melhora no sono. Existe uma forte justificativa para continuar investigando o potencial terapêutico dos canabinoides e ampliar nossa base de evidências para melhor atender às demandas individuais.

Referências:

  • AminiLari M, Wang L, Neumark S, Adli T, Couban RJ, Giangregorio A, Carney CE, Busse JW. Medical cannabis and cannabinoids for impaired sleep: a systematic review and meta-analysis of randomized clinical trials. Sleep. 2022 Feb 14;45(2):zsab234. doi: 10.1093/sleep/zsab234. PMID: 34546363.
  • Bonn-Miller MO, Feldner MT, Bynion TM, Eglit GML, Brunstetter M, Kalaba M, Zvorsky I, Peters EN, Hennesy M. A double-blind, randomized, placebo-controlled study of the safety and effects of CBN with and without CBD on sleep quality. Exp Clin Psychopharmacol. 2023 Oct 5. doi: 10.1037/pha0000682. Epub ahead of print. PMID: 37796540.
  • de Almeida CMO, Brito MMC, Bosaipo NB, Pimentel AV, Tumas V, Zuardi AW, Crippa JAS, Hallak JEC, Eckeli AL. Cannabidiol for Rapid Eye Movement Sleep Behavior Disorder. Mov Disord. 2021 Jul;36(7):1711-1715. doi: 10.1002/mds.28577. Epub 2021 Mar 22. PMID: 33754375.
  • Gutierrez Higueras T, Calera Cortés F, Servin López ED, Montes Arjona L, Sainz De La Cuesta Alonso S, Vicent Forés S. Cannabidiol (CBD) and Insomnia : Literature review. Eur Psychiatry. 2022 Sep 1;65(Suppl 1):S809. doi: 10.1192/j.eurpsy.2022.2092. PMCID: PMC9568166.
  • Lavender I, McCartney D, Marshall N, Suraev A, Irwin C, D’Rozario AL, Gordon CJ, Saini B, Grunstein RR, Yee B, McGregor I, Hoyos CM. Cannabinol (CBN; 30 and 300 mg) effects on sleep and next-day function in insomnia disorder (‘CUPID’ study): protocol for a randomised, double-blind, placebo-controlled, cross-over, three-arm, proof-of-concept trial. BMJ Open. 2023 Aug 23;13(8):e071148. doi: 10.1136/bmjopen-2022-071148. PMID: 37612115; PMCID: PMC10450062.
  • Martin SC, Gay SM, Armstrong ML, Pazhayam NM, Reisdorph N, Diering GH. Tonic endocannabinoid signaling supports sleep through development in both sexes. Sleep. 2022 Aug 11;45(8):zsac083. doi: 10.1093/sleep/zsac083. PMID: 35395682; PMCID: PMC9366650.
  • Murillo-Rodríguez E, Budde H, Veras AB, Rocha NB, Telles-Correia D, Monteiro D, Cid L, Yamamoto T, Machado S, Torterolo P. The Endocannabinoid System May Modulate Sleep Disorders in Aging. Curr Neuropharmacol. 2020;18(2):97-108. doi: 10.2174/1570159X17666190801155922. PMID: 31368874; PMCID: PMC7324886.
  • Rylea M. Ranum, Mary O. Whipple, Ivana Croghan, Brent Bauer, Loren L. Toussaint, and Ann Vincent.
  • Use of Cannabidiol in the Management of Insomnia: A Systematic Review.
  • Cannabis and Cannabinoid Research.Apr 2023.213-229.http://doi.org/10.1089/can.2022.0122
  • Saleska JL, Bryant C, Kolobaric A, D’Adamo CR, Colwell CS, Loewy D, Chen J, Pauli EK. The Safety and Comparative Effectiveness of Non-Psychoactive Cannabinoid Formulations for the Improvement of Sleep: A Double-Blinded, Randomized Controlled Trial. J Am Nutr Assoc. 2023 May 10:1-11. doi: 10.1080/27697061.2023.2203221. Epub ahead of print. PMID: 37162192.
  • Van Someren EJW. Brain mechanisms of insomnia: new perspectives on causes and consequences. Physiol Rev. 2021 Jul 1;101(3):995-1046. doi: 10.1152/physrev.00046.2019. Epub 2020 Aug 13. PMID: 32790576.
  • Vedaa Ø, Krossbakken E, Grimsrud ID, Bjorvatn B, Sivertsen B, Magerøy N, Einarsen S, Pallesen S. Prospective study of predictors and consequences of insomnia: personality, lifestyle, mental health, and work-related stressors. Sleep Med. 2016 Apr;20:51-8. doi: 10.1016/j.sleep.2015.12.002. Epub 2015 Dec 15. PMID: 27318226.

Escrito por: Leticia Dadalt, PhD: Bióloga, apaixonada pela ciência da vida, traz uma bagagem acadêmica robusta para a arena da educação canábica. Sua jornada é dedicada a compartilhar conhecimento, quebrar estigmas e abrir caminhos para que mais pessoas possam explorar os benefícios terapêuticos dessa planta incrível.

Com sede no Vale do Silício, somos líderes em biotecnologia para suplementação nutricional, com certificado de boas práticas em manipulação pela regulamentação dos Estados Unidos. 

Alopecia

A alopecia, ou queda de cabelo, é uma condição que afeta milhões de pessoas no mundo e impacta muito a autoestima. Estudos sugerem que o Sistema Endocanabinoide exerce um papel crucial no controle capilar, atuando através dos receptores CB1 e CB2 e também dos receptores TRPV e PPAR como moduladores do crescimento capilar, abrindo caminho para novas abordagens terapêuticas na alopecia.

Leia mais »

Câncer de Pele

O câncer de pele é uma condição preocupante e cada vez mais comum em todo o mundo. Caracterizado pelo crescimento anormal das células da pele, pode se manifestar de diversas formas, sendo os tipos mais comuns o carcinoma basocelular, o carcinoma espinocelular e o melanoma. A exposição excessiva aos raios ultravioleta (UV) do sol é o principal fator de risco para o desenvolvimento do câncer de pele, destacando a importância da proteção solar e da realização de exames regulares da pele para detecção precoce. Embora geralmente tratável se diagnosticado cedo, o câncer de pele pode se tornar grave se não for tratado adequadamente, destacando a necessidade de conscientização e prevenção. Avanços recentes nas pesquisas apontam o sistema endocanabinoide como potencial alvo no combate ao mais agressivo dos cânceres de pele, o melanoma.

Leia mais »

Óleo de Semente de Cânhamo – Cuidado Natural com a Pele

O óleo de semente de cânhamo é uma fonte rica de ácidos graxos essenciais, incluindo ômega-3 e ômega-6, que podem beneficiar a saúde da pele. O óleo de semente de cânhamo pode ser utilizado como hidratante, adicionado a produtos de cuidados com a pele ou consumido como suplemento alimentar para melhorar a saúde da pele de dentro para fora.

Leia mais »