Endometriose & Cannabis

A Cannabis pode ser adjuvante no tratamento para a endometriose, uma condição que afeta muitas pessoas na fase reprodutiva.

A endometriose é uma condição médica desafiadora que afeta uma parcela significativa das mulheres em idade reprodutiva, 5-10%, caracterizada por sintomas como dismenorreia, disquezia, dispareunia e dor não relacionada ao ciclo menstrual. Embora os contraceptivos hormonais frequentemente sejam o tratamento de primeira linha, eles podem não proporcionar alívio para todas as pacientes e podem gerar efeitos colaterais indesejáveis. A intervenção cirúrgica é outra opção, mas não garante uma cura, com recorrências sendo comuns. Diante dessas limitações, pesquisadores começaram a investigar o potencial de derivados da cannabis como meio de aliviar a dor e o desconforto associados a essa condição.

Um estudo pré-clínico realizado em ratas fêmeas com focos endometrióticos induzidos cirurgicamente concentrou-se no canabidiol (CBD) como um possível agente terapêutico inovador para a endometriose. O CBD se mostrou efetivo, inibindo a inflamação e reduzindo o estresse oxidativo de maneira dose- dependente. Outra pesquisa buscou avaliar a prevalência e a eficácia do uso da cannabis na redução da dor pélvica crônica, frequentemente associada à endometriose, constatando que muitas pacientes com dor pélvica crônica relataram o uso da cannabis e a redução da dor.

Essas descobertas estão alinhadas com o crescente entendimento do sistema endocanabinoide (SEC). Pesquisas já revelaram que vários componentes do SEC estão presentes nos tecidos uterinos e endometriais. Os componentes do SEC descobertos como potencialmente relevantes para pacientes com endometriose incluem os receptores CB1 (que reduzem a dor), CB2 (que reduzem a inflamação), TRPV1 e os endocanabinoides AEA e 2-AG, bem como suas enzimas de metabolização, FAAH e MAGL, respectivamente.

As pacientes que reportam uso de cannabis como estratégia de manejo dos sintomas da endometriose preferem produtos de cannabis de espectro completo (full spectrum) ricos em THC ou em CBD quando autogerenciam sua condição. Embora essas percepções iniciais sejam promissoras, é importante enfatizar que mais pesquisas são necessárias para compreender de forma mais agrangente a eficácia e segurança de derivados da cannabis no tratamento da dor associada à endometriose. As pacientes devem conversar com seus profissionais de saúde para explorar todas as opções de tratamento. O potencial das terapias à base de cannabis para lidar com a endometriose é uma área de estudo em evolução que promete melhorar o manejo da dor e a qualidade de vida daquelas afetadas por essa condição.

Referências

  • Bouaziz J, Bar On A, Seidman DS, Soriano D. (2017). The Clinical Significance of Endocannabinoids in Endometriosis Pain Management. Cannabis Cannabinoid Res., 2(1), 72-80. doi:10.1089/can.2016.0035. PMID: 28861506; PMCID: PMC5436335.
  • Dmitrieva N, Nagabukuro H, Resuehr D, Zhang G, McAllister SL, McGinty KA, Mackie K, Berkley KJ. (2010). Endocannabinoid involvement in endometriosis. Pain, 151(3), 703-710. doi:10.1016/j.pain.2010.08.037. Epub 2010 Sep 15. PMID: 20833475; PMCID: PMC2972363.
  • Lingegowda H, Williams BJ, Spiess KG, Sisnett DJ, Lomax AE, Koti M, Tayade C. (2022). Role of the endocannabinoid system in the pathophysiology of endometriosis and therapeutic implications. J Cannabis Res., 4(1), 54. doi:10.1186/s42238-022-00163-8. PMID: 36207747; PMCID: PMC9540712.
  • Okten SB, Cetin C, Tok OE, Guler EM, Taha SH, Ozcan P, Ficicioglu C. (2023). Cannabidiol as a potential novel treatment for endometriosis by its anti-inflammatory, antioxidative and antiangiogenic effects in an experimental rat model. Reprod Biomed Online., 46(5), 865-875. doi:10.1016/j.rbmo.2023.01.018. Epub 2023 Feb 2. PMID: 36997400.
  • Poli-Neto OB, Hallak JEC, Rosa-E-Silva JC, Crippa JAS. (2022). Is it the Ideal Time to Start Prescribing Cannabis Derivatives to Treat Endometriosis-associated Pain? Rev Bras Ginecol Obstet., 44(5), 449-451. doi:10.1055/s-0042-1749430. Epub 2022 Jun 13. PMID: 35697067; PMCID: PMC9948061.
  • AE Reinert, M Hibner. (2019). Self-Reported Efficacy of Cannabis for Endometriosis Pain. Journal of Minimally Invasive Gynecology., Volume 26, Issue 7, Supplement. doi.org/10.1016/j.jmig.2019.09.682.

Escrito por: Leticia Dadalt, PhD: Bióloga, apaixonada pela ciência da vida, traz uma bagagem acadêmica robusta para a arena da educação canábica. Sua jornada é dedicada a compartilhar conhecimento, quebrar estigmas e abrir caminhos para que mais pessoas possam explorar os benefícios terapêuticos dessa planta incrível.

Com sede no Vale do Silício, somos líderes em biotecnologia para suplementação nutricional, com certificado de boas práticas em manipulação pela regulamentação dos Estados Unidos. 

Alopecia

A alopecia, ou queda de cabelo, é uma condição que afeta milhões de pessoas no mundo e impacta muito a autoestima. Estudos sugerem que o Sistema Endocanabinoide exerce um papel crucial no controle capilar, atuando através dos receptores CB1 e CB2 e também dos receptores TRPV e PPAR como moduladores do crescimento capilar, abrindo caminho para novas abordagens terapêuticas na alopecia.

Leia mais »

Câncer de Pele

O câncer de pele é uma condição preocupante e cada vez mais comum em todo o mundo. Caracterizado pelo crescimento anormal das células da pele, pode se manifestar de diversas formas, sendo os tipos mais comuns o carcinoma basocelular, o carcinoma espinocelular e o melanoma. A exposição excessiva aos raios ultravioleta (UV) do sol é o principal fator de risco para o desenvolvimento do câncer de pele, destacando a importância da proteção solar e da realização de exames regulares da pele para detecção precoce. Embora geralmente tratável se diagnosticado cedo, o câncer de pele pode se tornar grave se não for tratado adequadamente, destacando a necessidade de conscientização e prevenção. Avanços recentes nas pesquisas apontam o sistema endocanabinoide como potencial alvo no combate ao mais agressivo dos cânceres de pele, o melanoma.

Leia mais »

Óleo de Semente de Cânhamo – Cuidado Natural com a Pele

O óleo de semente de cânhamo é uma fonte rica de ácidos graxos essenciais, incluindo ômega-3 e ômega-6, que podem beneficiar a saúde da pele. O óleo de semente de cânhamo pode ser utilizado como hidratante, adicionado a produtos de cuidados com a pele ou consumido como suplemento alimentar para melhorar a saúde da pele de dentro para fora.

Leia mais »